Lamentos duma pobre alma

Ando transeunte perdido por estas bandas
Não enxergo uma viva alma que me encanta
Sob a luz da indecisão de ficar ou não
Do sangue que era quente esfriou palidamente 


Sangue este quer corroe minhas entranhas feito química
Nem a dor que dilacera me fascina
Vou caminhando a passos estreitos
Sob a hégide da dor que explode no meu peito

1 Comentário:

Anônimo disse...

aliadas

juntas assim nos entendemos vivemos unidas
o quao doce è a sua voz ao me chamar
eu tentei juro que tentei ver a luz
mas ela nao deixou

talvez ela esteja certa meu lugar e na escuridao
juro eu queria ser alegre
mas a tristeza invadiu meu coraçao

ninguem me entende ninguem me ve
no escuro eu vivo e nele sempre eu vou viver
ninguem sabe ninguem me entende
so ela sabe da unica luz que me ascende

a luz que me ascende e aquela que me ofusca
que me leva a solidao de uma forma mais estupida
e que me fala a realidade ou talvez um sonho
so sei que nela vive a alma de um se tristonio

e assim eu termino a historia de uma uniao
que alimenta uma alma
composta na solidao.

by:lady bia

Postar um comentário

 
Seja bem-vindo ao mundo gótico! © Copyright | Template By Mundo Blogger |