Divina (poema)



Divina

Como se fosse o ultimo dia
Beije-me oh mãe divina
A mãe de todas as almas desse mundo decadente
Mostre o caminha para o abismo.
Sou a filha do vazio.

Oh mãe divina leve me como você
Mostre-me o divo prazer
Liberte-me desse tormento
Tire-me dessa solidão
Liberte-me dos pecados, pois eu errei.

Era humana, mas não sou mais.
Leve me com você, desejo sentir o intenso prazer
Perdoe-me dos pecados que cometi.
Era humana, mas não sou mais
Eu simplesmente desejo descansar em paz.


Por:Maria Fallen

1 Comentário:

Anônimo disse...

Ameiiiiiiiii *-*
Escreve bem Maria Fallen!

Postar um comentário

 
Seja bem-vindo ao mundo gótico! © Copyright | Template By Mundo Blogger |