Poemas de André Batista!

                                  A dor de perder quem a gente ama

                                 é diferente da dor que nos inflama
               
                                 Se ainda continuo vivendo
                                 é porque levo você em meu pensamento

                                 Não vivo só para amar
                                 mas amei tanto a ponto de uma vida tirar
                                 Se por te amar tanto, a sua vida encerrei
                              agora pelo mesmo motivo o meu sangue derramarei!


  Na catedral do anjo de bronze
                      sinto a sua voz pelo meu nome clamar
                      Mesmo te levando ao céu
                      jamais deixarei de te amar

                      Agora que estamos juntos 
                      do seu lado não quero mais sair
                      O passado escreve nas linhas do futuro,
                      se isto for um sonho 
                      desejo para sempre dormir

                      Naquela mesma catedral 
                      a sua mão em casamento eu pedi
                      A sua voz tão inocente
                      não se recusou a me dizer um sim
             
                      Pois naquela mesma catedral
                      o seu corpo para sempre descansou 
                      sobre o brilho do punhal 
                      que no seu coração perfurou

1 Comentário:

Anônimo disse...

Q lindo parabens profundooo esse poemaaa amei ass ilka

Postar um comentário

 
Seja bem-vindo ao mundo gótico! © Copyright | Template By Mundo Blogger |